Um álbum de dez músicas inéditas de Michael Jackson será lançado pela Sony em Novembro, avança a revista «Rolling Stone».

O alinhamento deste disco póstumo ainda é desconhecido, mas sabe-se que o malogrado cantor deixou mais de cem músicas gravadas por lançar em disco.

Pouco tempo antes de falecer, Michael Jackson estava a preparar um novo trabalho discográfico, para o qual contou com as colaborações de Akon, Will.i.am e Ne-Yo.

Existem também, por exemplo, músicas que foram deixadas de fora dos álbuns de sucesso como «Thriller» e «Bad», que também deverão ser incluídas num dos vários álbuns a serem lançados pela editora discográfica.

Em Março foi anunciado o maior acordo de sempre na história da indústria discográfica, nomeadamente entre a editora Sony e os herdeiros de Michael Jackson, que prevê o pagamento de 200 milhões de dólares (cerca de 146 milhões de euros) pelos direitos sobre o legado musical do cantor.

Ao todo, estão previstos os lançamentos de dez álbuns, entre reedições, compilações e também ao lançamento dos cerca de 60 temas inéditos que o cantor falecido em Junho de 2009 deixou gravados por editar.

«O primeiro (disco) terá umas dez canções, em parte com material muito recente, mas também com outras canções mais antigas que merecem ser partilhadas com os admiradores de Michael», revelou um dos responsáveis pelo legado do artista, John Branca à agência EFE. E acrescentou: «Nós (administradores do património do cantor) e a Sony sentimos que o futuro de Michael Jackson é ilimitado».

Desde a sua morte, já foram vendidos mais de 30 milhões de discos. «Off the Wall», considerado por muitos como o melhor álbum de Michael Jackson, tem já relançamento previsto para o próximo ano - foi garantido pela Sony.
Redação / PO