O Covid-19 chegou, o mundo parou e os concertos desapareceram das agendas culturais por tempo indeterminado. Aos poucos, as atividades culturais foram sendo retomadas, com regras apertadas, e muitos foram os artistas que tiveram de se reinventar para continuar a subir a palco. 

Esta segunda-feira, em Oklahoma, nos EUA, a banda The Flaming Lips decidiu inovar e testar a ideia de dar um concerto dentro de bolas de plástico gigantes.

Quer a banda, quer o público estiveram dentro de bolhas insufláveis de forma a manter a sua segurança e a distância social.

Em entrevista à revista Rolling Stone, o vocalista Wayne Coyne afirmou que estão todos a aguardar "que volte tudo ao normal".

Esta não é, no entanto, a primeira vez que os The Flaming Lips usam estas bolhas nos concertos, apesar de o de Oklahoma ter sido o primeiro em que foram usadas como forma de medida social.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Yessss!!! Last night at @criterionokc !!! Thank you ❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️

Uma publicação partilhada por Wayne Coyne (@waynecoyne5) a

Andreia Miranda