A cantora Britney Spears reagiu à sua nova vida em liberdade, depois de 13 anos sob tutela legal em nome do pai, Jamie Spears. Num vídeo partilhado na rede social Instagram, a cantora norte-americana disse estar "grata" pelas "pequenas coisas" do dia-a-dia, como ter um cartão de débito e ver dinheiro "pela primeira vez".

"Estou apenas grata por cada dia e por poder ter chaves do meu carro, ser independente e sentir-me uma mulher", começou por dizer a cantora pop.

 

Britney diz ter agora a possibilidade de fazer "pequenas coisas" que fazem "muita diferença" no seu quotidiano, como "poder ter um cartão de débito, ver dinheiro pela primeira vez, conseguir comprar velas", enumerou.

Aos 39 anos, a cantora está finalmente livre da tutela legal, um processo avançado pelo próprio pai, que, de acordo com o próprio, tinha como objetivo "proteger" Britney, mas que acabou por alegadamente retirar vários direitos à cantora, como os que agora refere.

Contudo, a estrela pop diz não ser uma "vítima", mas antes uma "defensora das pessoas com verdadeiras doenças e dificuldades".

"Sou uma mulher muito forte, portanto só posso imaginar o que o sistema provocou nestas pessoas", apontou, admitindo esperar que a sua história possa ter algum "impacto" e "promover algumas alterações no sistema corrupto".

Britney terminou o vídeo com uma mensagem de agradecimento a todos os fãs pelo movimento FreeBritney [Libertem a Britney] que chamou a atenção para a sua situação ao longo dos anos, numa altura em que própria foi "silenciada" e em que não podia falar do que estava a acontecer.

"Honestamente, sinto que vocês me salvaram a vida", admitiu.

Beatriz Céu