Os cantores Bono e K'naan passaram o fim-de-semana com a comunidade da Somália nos EUA, de modo a chamar a atenção para a crise do Corno de África, já descrito como a emergência alimentar mais grave no mundo.

«A crise do Corno de África só será resolvida quando os somalis tomarem controlo. Estou aqui, e a ONE está aqui, para ouvir e aprender», disse o cantor dos U2, cofundador da associação anti-pobreza ONE, que organizou o encontro com a comunidade somali em Minneapolis.

A associação apelou à comunidade internacional a financiar um bilião de dólares necessários para combater a crise humanitária na região.

No final do encontro, o vocalista dos U2 juntou-se ao cantor K'naan, nascido na Somália, e juntos interpretaram o tema «Stand by Me», em homenagem às vítimas da crise do Corno de África.

Só na Somália, onde a ONU declarou o estado de fome em duas regiões do Sul, mais de 780 mil crianças correm perigo de morrer de fome se não receberem ajuda com urgência, segundo um alerta do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).
Redação / MM