Keedron Bryant, um afro-americano de 12 anos, assinou contrato com a editora Warner Records depois de se tornar viral o vídeo em que interpreta o tema "I Just Wanna Live", "Só Quero Viver", numa tradução literal.

Bryant partilhou online a sua interpretação da música, escrita pela mãe, Johnnetta Bryant, no dia seguinte à morte de George Floyd às mãos da polícia na cidade de Minneapolis. 

A música é lançada esta sexta-feira, o dia conhecido como Juneteenth, um feriado não oficial nos Estados Unidos em que se assinala a emancipação dos escravos no país, que remonta a 1865. 

A publicação original de Keedron, no Instagram, teve mais de três milhões de "gostos" e recebeu elogios de várias personalidades dos Estados Unidos, desde o antigo presidente Barack Obama à cantora Janet Jackson ou a atriz Lupita Nyong'o.

É muito entusiasmante porque é o que Deus me chamou para fazer", disse Keedron, de Jacksonville, à Associated Press, no início da semana. "Tem sido uma experiência emocionante trabalhar com a minha mãe", acrescentou.

Segundo a BBC, a mãe de Keedron diz que foi ao ver o vídeo da morte de George Floyd que se sentiu impelida a escrever o tema interpretado pelo filho.

Tocou-me profundamente o coração, porque sou mãe de um filho negro. Tenho um marido negro, irmãos negros, tios, primos, amigos", sublinhou Johnnetta.

A Warner estará a planear doar os lucros conseguidos com o tema à National Association for the Advancement of Colored People, organismo norte-americano que zela pelo pogrresso das pessoas de cor. 
 

Bárbara Cruz