A segunda edição do Madeira Film Festival, que decorre entre 15 e 21 de abril de 2013, vai repetir a homenagem à floresta Laurissilva, o único espaço no arquipélago classificado como património mundial natural da UNESCO.

¿É um festival de cinema da natureza que presta, uma vez mais, homenagem à floresta Laurissilva¿, disse à agência Lusa Elsa Gouveia, da direção do certame, que é apresentado hoje no Funchal.

Segundo Elsa Gouveia, a edição de 2013 vai contar com ¿cerca de 40 filmes, mais longas-metragens e menos curtas, duas ¿masterclasses¿, três 'workshops', cinco conversas, uma das quais com a atriz e realizadora Maria de Medeiros, dois concertos, além de um jantar de gala e de uma passagem de modelos¿.

¿Uma das novidades da segunda edição é que estão reservados dois dias para os participantes poderem conhecer a floresta Laurissilva¿, adiantou a responsável, convicta de que 2013 será o ano em que ¿o festival vai sedimentar¿.

A iniciativa vai dividir-se entre o Teatro Municipal Baltazar Dias, onde vão ser exibidos os filmes, e o hotel Reid¿s Palace, onde decorrem as restantes iniciativas, na cidade do Funchal.

Segundo a responsável estão já assegurados os "workshops" ¿David Lynch ¿ O processo criativo¿, por Alexander Philippe, outro sobre ¿Direção de Fotografia¿, por Tristan Barnard, e, por fim, ¿Astrologia no Cinema¿, pelo astrólogo José Augusto.

¿Fizeste um filme, e agora?¿, por Gwendolyn Alston, é uma das duas ¿masterclasses¿ previstas no Madeira Film Festival, que tem como diretor o realizador escocês Aitken Pearson e já tem presenças confirmadas de diversos realizadores e produtores europeus, informou Elsa Gouveia.

O certame conta, a 19 de abril, com um concerto de Maria de Medeiros, no Teatro Baltazar Dias, enquanto no dia seguinte é a vez da banda britânica de "folk" Unthanks, mas no Reid¿s Palace.

Elsa Gouveia adiantou que o Madeira Film Festival vai também ser palco da apresentação do ¿trailer¿ da curta-metragem ¿The tree of Pan¿ ("A Árvore do Fauno"), rodado no concelho de Santana, Reserva Mundial da Biosfera.

¿O filme é uma ficção experimental, realizada por Aitken Pearson, e o objetivo é divulgar Santana Madeira Biosfera nos circuitos internacionais de cinema. É, igualmente, uma aposta da câmara de Santana, produtora da curta, que quer atrair outro tipo de visitantes ao concelho¿, acrescentou Elsa Gouveia, esperançada em que o público acorra ¿em grande número¿ ao Teatro Baltazar Dias, durante os dias do festival, para ver cinema da natureza. Os preços das entradas variam entre 1,5 e 3 euros.

¿A primeira edição contou com a presença de cerca de duas mil pessoas, este ano esperamos duplicar¿, declarou.

O festival encerra no dia 21 de abril, com a entrega dos troféus Laurissilva e a designação de embaixadores da floresta entre os realizadores e outras pessoas presentes.

Nesta edição, repete-se, ainda, o projeto educativo, cujos vencedores vão ser conhecidos dia 13 de abril, na Estalagem da Ponta do Sol.

Com o tema ¿O bis-bis, ave endémica da floresta Laurissilva da Madeira¿, a iniciativa, dividida pelas categorias de vídeo, argumento e fotografia, destina-se a alunos das escolas da Madeira. Os trabalhos devem ser entregues até dia 31 de março.

Lusa