Uma crise política sem fim à vista. Depois de anos de uma crise económica, marcada pela hiperinflação, a oposição obteve maioria na Assembleia Nacional. Esta maioria conseguiu agora empossar Juan Guidó como presidente interino. 

Desde o anuncio, na tarde de quarta-feira, que a comunidade internacional se divide entre os apoios ao "novo presidente" e a Nicolás Maduro. O  secretário-geral da ONU, António Guterres, apelou já para o diálogo na Venezuela, para impedir uma escalada que termine num “desastre”

Consulte o mapa para perceber quem apoia quem: