00:01:26
Desporto Há 35 min
«Ainda não entrei na história, quero ser campeão olímpico»

Jorge Fonseca em declarações na chegada a Lisboa depois de ter conquistado o título mundial pela segunda vez

Jorge Fonseca chegou neste sábado a Lisboa, depois de ter conquistado o título mundial nos -100 kgs, em Judo.

«Foi o Mundial perfeito, trabalhei muito para isso e consegui o meu objetivo que era trazer o ouro para Portugal. Tinha na cabeça que queria ser campeão do mundo e depois de ouvir muitos ‘zun zun zun’ de que tinha sido sorte [no primeiro título mundial], queria mostrar que tenho capacidade para ser campeão do mundo. O Europeu em Lisboa não correu bem, fui sétimo», começou por dizer.

Apesar de ter subido ao lugar mais alto do pódio de um Mundial pela segunda vez consecutiva, o judoca do Sporting não considera já ter entrado na história… porque ainda há história por escrever.

«Ainda não entrei na história porque tenho o grande sonho de ser campeão Olímpico. Se for, aí entro na história. Para já estou feliz por ter dois títulos mundiais, mas só se fora campeão Olímpico é que vou entrar na história do desporto», defende.

Ainda assim, Fonseca nega qualquer tipo de pressão para a competição que vai decorrer em Tóquio.

«Não tenho pressão, sou bicampeão do mundo. Quero chegar a Tóquio e divertir-me a fazer aquilo de que mais gosto de fazer. Pretendo o ouro e quero trabalhar para isso», aponta.

O judoca revelou ainda ter recebido os parabéns de Marcelo Rebelo de Sousa.

«Acabei de falar com o Presidente da República, deu-me os parabéns e desejou-me muitas felicidades. Foi bom ouvir a voz do presidente neste momento», disse.

Maisfutebol