A Madeira registou 252 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, o número mais elevado desde o início da pandemia, anunciou esta quarta-feira a Direção Regional da Saúde (DRS).

Segundo o boletim epidemiológico divulgado, dos 252 novos casos, 15 são importados e 237 de transmissão local.

O número mais alto de infeções desde o início da pandemia, em março de 2020, era até agora 246, registado no último sábado.

Foram, ainda, registados três mortos, duas mulheres, com 85 e 84 anos, e um homem, com 78 anos, que estavam internados no Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal, e tinham "comorbilidades associadas". Um deles não estava vacinado.

A região contabiliza, até à data, um total de 126 óbitos associados à covid-19.

De acordo com os dados divulgados, os casos ativos são agora 1.549.

No total, a região já registou 16.625 infeções, das quais 14.950 foram dadas como recuperadas (145 hoje).

Relativamente ao isolamento dos casos ativos, 34 pessoas estão internadas no Hospital Dr. Nélio Mendonça, mas nenhuma em cuidados intensivos, e 100 pessoas cumprem isolamento numa unidade hoteleira dedicada, permanecendo as restantes em alojamento próprio.

"No total, há 460 situações que se encontram hoje em apreciação pelas autoridades de saúde, estando estas relacionadas com viajantes identificados no aeroporto, contactos com casos positivos ou outras situações reportadas à linha SRS24 ou provenientes dos vários postos de testagem da Região Autónoma da Madeira", acrescenta.

Estão ainda a ser acompanhadas pelas autoridades de saúde dos vários concelhos da Madeira e no Porto Santo 414 pessoas, no âmbito da vigilância ativa de contactos de casos positivos.

No que respeita à vigilância de viajantes, 35.000 pessoas estão também a ser acompanhadas pelas autoridades, com recurso à aplicação 'MadeiraSafe'.

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

/ JGR