Mais de 260 organizações não-governamentais apelaram esta terça-feira aos países doadores cinco mil milhões de dólares (mais de quatro mil milhões de euros) para as agências das Nações Unidas poderem salvar 34 milhões de pessoas em risco alimentar.

Nós apelamos para a doação de cinco mil milhões de dólares de fundos suplementares para o auxílio alimentar de urgência", referem a carta aberta divulgada hoje.

O documento assinado por organizações não-governamentais de todo o mundo refere que milhões de pessoas estão a morrer de fome em todo o mundo e que precisam de ajuda de emergência.

/ LF