Está na altura de «pôr em marcha a justiça» internacional em relação à Síria, afirmou esta segunda-feira Carla del Ponte, da comissão de inquérito independente da ONU, na apresentação de um relatório sobre a escalada de violência no país.

«Está na altura de dar lugar à justiça, nós sugerimos o Tribunal Penal Internacional», disse Del Ponte numa conferência de imprensa em Genebra, acrescentando que a comissão não tem poder para isso mas pode fazer pressão.

«Somos capazes de identificar os responsáveis por estes crimes, os que decidem, organizam e planeiam», prosseguiu Carla Del Ponte, referindo-se a uma lista de responsáveis que «é secreta porque cabe aos tribunais abrir inquéritos formais e redigir acusações».
Redação / LF