O Brasil supera em números que levam a concluir que "a lei e a ordem praticamente desapareceram". Paulo Portas considera que o o estado em que o Brasil se encontra levará a que "Bolsonaro, que está na política brasileira há mais de 27 anos", "tem ideias que são extremistas" poderá ser "um tsunami" eleitoral. Bolsonaro, que deve ser o primeiro prsidente a não ser "eleito" pla Globo mas sim pela Rede Record, da IURD, vem de "uma instituição que é a única entre as instituições públicas que é respeitada: o Exército. E vale a pena não esquecer que foi o Exército que implementou a rpública no Brasil".

No seu comentário dos domingos  no Jornal das 8 da TVI, Paulo Portas comentou também o problema do défice que Itália não irá cumprir. Este governo, que é liderado por dois populistas, pode entrar agora numa zona de risco: "Vem aí o primeiro choque do novo governo italiano".

Outro dos destaques deste comentário foi o Brexit, que poderá conhecer uma data em breve. Para Paulo Portas, "talvez ainda haja margem para um acordo de última hora". Mas neste caso, para o comentador, um dos problemas está na falta de qualidade da safra política atual.

O novo acordo conseguido por Trump, o Web Sumit nos próximos dez anos em Portugal ou o qu Portas pensa do caso em que Cristiano Ronaldo é acusado de alegada violação são os outros temas em destaque esta semana.