Após várias de semanas de fortes restrições, o número de novos casos de covid-19 voltou a aumentar ao longo dos últimos sete dias.

Paulo Portas considera que as posições de Marcelo Rebelo de Sousa e de António Costa sobre a diminuição de medidas no Natal podem ter provocado um sentimento de relaxamento entre os portugueses.

O comentador da TVI criticou o levantamento total das medidas de contenção previsto para a época natalícia e alerta que seria importante existir um número máximo de pessoas para as reuniões familiares.

Na Alemanha, Angela Merkel apelou no Parlamento que fossem impostas restrições à circulação sem precedentes para o período do Natal, de modo a evitar um aumento exponencial do número de casos.

Paulo Portas analisou o discurso da chanceler alemã e comparou os números da pandemia na Alemanha com os portugueses.

O comentador conclui que Portugal tem mais casos por 100 mil habitantes e mais óbitos por 100 mil habitantes e, ainda assim, levantou todas as restrições para o Natal, apesar de todos os alertas dos especialistas de saúde pública.

O ambiente não é para facilitar e nós temos de ter esta objetividade. É aquilo que recomendo”, alerta.

Nuno Mandeiro