Um dos poemas mais belos de Eugénio de Andrade chama-se Adeus do livro "Os amantes sem dinheiro" . Este poema tem como verso: "as palavras estão gastas, meu amor".

É claro que esta crónica não é sobre poesia, mas podia ser. Cristiano Ronaldo faz "poesia" em campo e demonstrou-o, mais uma vez, na final da Liga dos Campeões. Marcou 2 golos e tornou-se ainda mais gigante. É o melhor marcador de sempre da competição. É simplesmente genial e um orgulho para o país.

Ronaldo é um homem normal. Tem um trato afável. Recebe bem. Ama a família e a família devolve-lhe com uma rede de afectos que lhe dão o esteio para ser o melhor em campo.

Como estrela mediática, tem os holofotes sobre si, mas isso faz parte do "Business". Na vida normal de todos os dias, é em tudo igual nas suas rotinas aos demais mortais. Há o lado público e há o lado privado. Nada de extraordinário. É assim mesmo a Vida.

Com 32 anos, está na melhor fase da sua carreira e a um passo de conquistar mais uma bota de ouro. Simplesmente, merecido. Porque é o melhor, porque é trabalhador e carrega toneladas de talento.

"As palavras estão gastas".