Esta quinta-feira voltou a reunir o painel de debate no programa da TVI24 Circulatura do Quadrado. Em destaque começou por estar o valor de 800 milhões de euros que o Governo pretende investir na saúde. Jorge Coelho, António Lobo Xavier e José Pacheco Pereira comentaram a questão. Para o socialista, esta "é uma grande decisão para que os portugueses possam ficar melhores".

Para António Lobo Xavier, já não faz sentido continuar a empregar o discurso da troika, até porque "vamos no quinto ano pós Passos Coelho".

Despesas de saúde não chegam sequer aos valores de 2010", referiu.

O antigo dirigente do CDS afirma que "com Centeno nunca se sabe o que é verdade ou mera hipótese"

Continuando a falar no orçamento, mas virando o tema para os aumentos na Função Pública, o debate prosseguiu com José Pacheco Pereira.

A sua visão é mais próxima à de Lobo Xavier, segundo o próprio afirmou. O antigo dirigente do PSD reiterou que existem dois efeitos "perversos" na Função Pública: o corte de verbas e a disfunção no setor.

Há uma enorme disfunção na Função Pública e uma verdadeira ditadura nas Finanças", afirmou.