Manuela Ferreira Leite criticou a discussão em volta de um possível processo de regionalização do país, afirmando que “há muita gente interessada nisso para nos distrair dos problemas do país”.

A comentadora disse que, tendo em conta a dimensão do nosso país, a regionalização não resolve nada e só cria divisões na sociedade portuguesa.

Ferreira Leite constatou que Portugal “não tem nenhuma zona onde existem crenças ou idiomas diferentes” e que a ideia da regionalização só iria criar mais dificuldades no combate à desigualdade e na luta contra a desertificação, provocando um problema de solidariedade no país.

 

Estão criadas todas as condições para não resolver os problemas da desigualdade entre regiões e para nos distrair desta realidade”, disse.

A comentadora distinguiu a regionalização da descentralização e afirmou que ainda não se fez nenhuma avaliação sobre a matéria do impacto da descentralização em termos de capital humano e económico.

Manuela Ferreira Leite afirmou ainda que não acredita que a criação de tantas secretarias de Estado para resolver o problema das desigualdades entre regiões seja uma solução eficaz: “Se houvesse uma ideia concreta, bastava um secretário de Estado”.

Manuela Ferreira Leite