O comentador da TVI24, Fernando Medina, analisou esta segunda-feira os resultados das eleições Presidenciais, que culminaram na reeleição de Marcelo Rebelo de Sousa à primeira volta.

Para o convidado, esse é o ponto principal, destacando uma vitória "muito expressiva", com o candidato vitorioso a alcançar uma votação superior a 60%.

Marcelo Rebelo de Sousa obtém esta eleição com votos recolhidos em todos os eleitorados"; disse, acrescentando que muitos eleitores do PSD ou PS terão votado naquele candidato.

Para Fernando Medina, este resultado confere um alargamento da base política do Presidente: "Ele mostou que consegue criar uma ligação direta com os portugueses, passando por cima das máquinas partidárias".

Marcelo Rebelo de Sousa é reeleito em plena pandemia de covid-19, sobretudo numa altura em que a situação se agrava em Portugal. O comentador da TVI24 destaca que houve uma boa interpretação dos portugueses quando o Presidente da República mostrou estar presente na pior fase.

Os próximos cinco anos serão, segundo Fernando Medina, de união, algo que já se sentiu no primeiro mandato, e que foi reconhecido pelos eleitores.

Sobre os derrotados, o comentador disse que esses foram os candidatos que procuraram espaços próprios do ponto de vista partidário. Questionado se foi este o caso de Ana Gomes, militante do PS, mesmo partido que Fernando Medina, o analista referiu que a candidata talvez esperasse apoios vindos da área do partido.

Recorde-se que grandes figuras do partido, desde logo o próprio Fernando Medina, mas sobretudo o primeiro-ministro, António Costa, desde cedo se manifestaram ao lado da reeleição de Marcelo Rebelo de Sousa.