Miguel Sousa Tavares afirmou no Jornal das 8 da TVI que está um "bocadinho farto" da adolescente e ativista sueca Greta Thunberg e até comparou a jovem a Joacine Katar Moreira, a deputada do Livre.

A Greta Thunberg é a Joacine Katar Moreira da Escandinávia”, afirmou.

O comentador da TVI falou sobre a cimeira do clima que se realiza em Madrid, afirmando que não se pode avançar no problema das alterações climáticas sem vontade dos grandes decisores políticos como os Estados Unidos e o Brasil.

"Se ela [Greta Thunberg] conseguisse convencer o Trump e o Bolsonaro a preocuparem-se com estas questões… essa era a parte decisiva. Porque sem os decisores, sem a vontade de decisão política não avançamos", acrescentou.

Sousa Tavares frisou ainda que os decisores políticos como Donald Trump ou Jair Bolsonaro governam para o curto prazo.

Convencer um decisor político a tornar-se num Estadista e a pensar no longo prazo é muito difícil."

Outro dos temas abordados foi o aniversário da NATO. A Aliança Atlântica faz 70 anos e, a este propósito, o comentador da TVI disse que "a Europa devia pensar em ter o seu próprio conselho estratégico de defesa" e as suas próprias Forças Armadas.

Sousa Tavares afirmou que se se considerar que a Rússia deixou de ser inimigo da Europa então a NATO deve ser reconvertida ao serviço daquilo que é o inimigo comum.

Acho que se dissermos que a Rússia deixou de ser o inimigo da Europa nós deixamos de ter inimigo e a NATO deve ser reconvertida ao serviço daquilo que é o inimigo comum: o extremismo islâmico, a guerra cibernética, a defesa da fronteira comum, evitar conflitos regionais."