Miguel Sousa Tavares criticou as declarações da ministra Francisca Van Dunem que se gabou do grande número de mulheres na área da Justiça. No Jornal das 8 da TVI, esta segunda-feira, Sousa Tavares disse que "haver uma justiça que cada vez mais está a ser dominada por um dos sexos é preocupante".

A Justiça reflete o que uma sociedade pensa e esse olhar deve ser equilibrado, masculino e feminino. Portanto haver uma Justiça que cada vez mais está a ser dominada por um dos sexos é preocupante. "

No Dia Internacional da Mulher, a ministra da Justiça revelou no programa de Ricardo Araújo Pereira, na SIC, que o avanço feito em relação ao número de processos judiciais em atraso deve-se em grande parte às mulheres.

Francisca Van Dunem disse que o número de processos pendentes passou de mais de um milhão para pouco mais de 800 mil porque a maior parte dos juízes, procuradores e advogadas são mulheres. No caso concreto dos juízes, a ministra afirma que nos tribunais de primeira instância há uma maioria de 80% de mulheres, mas a percentagem correta é de 68%.

Quando a ministra diz que há 80% de mulheres juízes - por acaso vimos que são 70% - e a ministra diz 'estamos a ganhar esta batalha' ela devia pensar no que está a dizer. Imagina que um ministro da Justiça homem dizia 'há 80% de homens juízes, estamos a ganhar esta batalha'. Era um escândalo. As pessoas iam dizer que isto é uma justiça feita por homens e ele ainda se gaba disso", sublinhou o editor do Jornal das 8 da TVI.

/ SS