O presidente da Câmara Municipal do Porto estreou esta sexta-feira um novo espaço de comentário na TVI24. Em análise às declarações do Presidente da República, que apresentou as razões para a renovação do estado de emergência, Rui Moreira entende que foi deixada uma porta "entreaberta" para o alívio de medidas para o Natal.

O Presidente da República tem procurado não inventar muito no seu discurso", afirmou sobre as palavras de Marcelo Rebelo de Sousa.

Numa altura em que se aproximam as festas de fim de ano, é sabido que o Governo deve aliviar algumas das restrições para os dias 24 e 25 de dezembro. Rui Moreira entende a medida, afirmando que o "Estado de Direito deve evitar impor regras que não vamos cumprir".

Marcelo Rebelo de Sousa ainda não anunciou uma recandidatura à Presidência, algo que pode acontecer nos próximos dias. Rui Moreira tem manifestado alguma preocupação sobre quais vão ser as condições de voto nas eleições que decorrem a 24 de janeiro, numa altura em que a crise sanitária de covid-19 ainda não estará resolvida.

Para o autarca do Porto, devia ser aplicado o voto por correspondência. Com a medida a não ser aprovada, será o presidente de cada autarquia a deslocar-se junto das pessoas que não possam votar presencialmente. O autarca deverá fazer-se acompanhar por um membro da PSP e também por membros das candidaturas à Presidência.

Eu dificilmente conseguirei cumprir esta função em dois dias", disse.

Rui Moreira critica a atuação do Parlamento, lembrando que existem outros doentes que não devem sair de casa, por pertencerem a grupos de risco: "Mais uma vez organizou-se uma confusão à portuguesa".

O Governo apresentou esta quinta-feira o Plano de Vacinação contra a covid-19. Para Rui Moreira, aquilo que foi apresentado "não é rigorosamente um plano", sobretudo a níveis logísticos.

O comentador lembra a pressão nos centros de saúde, acrescentando que as farmácias poderiam ter sido utilizadas na aplicação da vacina.

Ninguém vai entender que Portugal tenha vacinas em stock e não tenha recursos humanos", acrescentou.

Como tal, Rui Moreira entende que é necessário reforçar o Serviço Nacional de Saúde no que toca a enfermeiros, mas também nas infraestruturas.

O comentário de Rui Moreira passa a realizar-se todas as sextas-feiras na noite da TVI24.

Redação