A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou a utilização de emergência da vacina NuvaxovidTM contra a covid-19, passando a lista a contar agora com 10 vacinas, segundo um comunicado divulgado esta terça-feira.

A vacina, que já tinha sido avaliada e aprovada pela Agência Europeia do Medicamento (EMA no acrónimo em inglês), foi desenvolvida pelo laboratório norte-americano Novavax e pela Coligação para a Inovação Preventiva contra a Pandemia (CEPI, na sigla em inglês).

Esta vacina é o produto originário da vacina CovovaxTM, que recebeu luz verde da OMS a 17 de dezembro, tratando-se da primeira vacina concebida a partir de proteínas que desencadeiam uma resposta imunitária autorizada.

Ambas as vacinas - NuvaxovidTM e CovovaxTM - recorrem às mesmas tecnologias, são administradas em duas doses e podem ser conservadas a temperaturas de refrigeração normais (entre 2ºC e 8ºC).

A aprovação do uso de emergência de vacinas possibilita a sua aquisição pelo mecanismo de distribuição universal e equitativa Covax, destinado a prover os países mais pobres de vacinas contra a covid-19.

O objetivo desta indicação de “utilização de emergência” é disponibilizar medicamentos, vacinas e diagnósticos tão rapidamente quanto possível para enfrentar a emergência, enquanto se observam as exigências rigorosas de segurança, eficácia e qualidade.

/ DCT