Uma rede internacional de pornografia infantil foi desmantelada nos EUA. O anúncio foi feito por procuradores federais norte-americanos, que disseram que esta teia criminosa chegou a envolver mais de mil membros que partilhavam milhões de imagens.

A investigação iniciou-se em 2008. Desde essa altura, foram detidas pelo menos meia centena de pessoas.

Nesta altura, as autoridades dos EUA estão a tentar obter a extradição dos suspeitos que se encontram fora do país.

«Trata-se do caso com mais crimes contra crianças em todo o mundo», disse procurador adjunto, Steven D. DeBrota, em conferência de imprensa.
Redação