O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 0,3% no terceiro trimestre face aos três meses anteriores, e 1,9% na comparação com o mesmo período de 2018, confirmou o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O contributo da procura interna para a variação homóloga do PIB manteve se em 3,2 p.p., verificando-se uma aceleração do consumo privado e um crescimento menos intenso do investimento", diz INE.

"a procura externa líquida apresentou um contributo de -1,3 p.p., semelhante ao observado no segundo trimestre, registando-se uma aceleração das Importações e das Exportações de Bens e Serviços", acrescenta.

Comparativamente ao segundo trimestre de 2019, o PIB aumentou 0,3% em termos reais, "em resultado de um contributo de 0,9 p.p. da procura interna para a variação em cadeia do PIB, enquanto a procura externa líquida apresentou um contributo de -0,6 p.p.."

Na estimativa rápida sobre as Contas Nacionais Trimestrais, publicada em 14 de novembro, o INE divulgou que o PIB cresceu 0,3% no terceiro trimestre, face aos três meses anteriores, metade do registado no segundo trimestre, mantendo o ritmo de crescimento, de 1,9%, entre julho e setembro, na comparação com o mesmo período de 2018.

O Governo prevê que a economia portuguesa cresça 1,9% este ano, a mesma previsão do Fundo Monetário Internacional (FMI), da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e do Conselho das Finanças Públicas.

Já o Banco de Portugal antecipa uma expansão de 2% este ano, tal como a Comissão Europeia.

/ (Em atualização) ALM