Este valor, divulgado esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), representa uma desaceleração ligeira em relação ao registado no trimestre anterior (1,9%). Comparando com o trimestre anterior, igualmente em termos reais, a primeira estimativa aponta para uma variação nula do PIB, acrescenta o INE.

Os resultados obtidos para a estimativa rápida do PIB para o 3º trimestre de 2007 incorporam revisões nos trimestres anteriores, reflectindo a actualização da informação de base disponível.

A nova informação determinou alterações significativas do comércio internacional de bens (nos valores nominais e nos deflatores), do investimento (sobretudo devido à revisão da FBCF em construção) e das despesas de consumo final das Administrações Públicas (em consequência da incorporação dos resultados da notificação de Outubro respeitante ao procedimento dos défices excessivos).

Estas alterações traduziram-se em revisões em alta das taxas de variação homóloga do PIB no 1º e 2º trimestres de 2007 de 0,1 e 0,3 pontos percentuais, respectivamente.

Os resultados correntes das Contas Nacionais Trimestrais do 3º trimestre de 2007 serão divulgados no próximo dia 7 de Dezembro de 2007.
Redação / RPV