O Partido Nacional Renovador (PNR) repudiou esta quinta-feira «veementemente a proposta» sobre o casamento homossexual que irá ser discutida no congresso do PS, considerando que irá destruir os valores da sociedade, escreve a Lusa.

O líder do PNR, José Pinto-Coelho, assegura a «determinação do PNR no combate à promoção da homossexualidade», acrescentando serem «os únicos com coragem para enfrentar os dogmas do pensamento único, as mordaças e ameaças do sistema».

Aquilo que acredita ser «um grave atentado contra as estruturas e valores de uma sociedade sã» é, na sua opinião, a consequência de um «poderoso lobby gay, com o apoio dos cinco partidos com assento parlamentar».

Pinto-Coelho contesta ainda a alteração do Código Penal de 2007, que «criminaliza o pensamento e a acção de quem ouse combater os seus intentos» silenciando «as vozes incomodas e corajosas« que se façam ouvir.

O PNR assegura que irá lutar contra esta proposta do secretário-geral do PS, acrescentando também estar contra a adopção de crianças por casais homossexuais.
Redação / PP