O histórico militante centrista Narana Coissoró foi este domingo condecorado com a Grã-Cruz da Instrução Pública, atribuída no seu 90.º aniversário pelo Presidente da República, mas que recebeu das mãos de Ribeiro e Castro, a quem foi concedida autorização.

Foi no almoço de homenagem dos 90 anos de Narana Coissoró, que decorreu este domingo na Casa de Goa, em Lisboa, que o antigo deputado e dirigente do CDS-PP foi de novo agraciado com uma insígnia de uma ordem honorífica, a quarta que recebeu na sua vida.

Desta vez, foi a Grã-Cruz da Ordem da Instrução Pública, que recebeu das mãos do antigo deputado e dirigente do CDS-PP, Ribeiro e Castro, que a entregou no final do seu discurso e depois de ler o alvará de concessão que lhe permitiu fazer esta imposição.

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República e Grão-Mestre das Ordens Honoríficas, faz saber que nos termos da respetiva lei, e por alvará datado de 03 de outubro de 2021, confere ao Professor Doutor Narana Sinai Coissoró o grau de Grã-Cruz da Instrução Pública”, refere o alvará.

No discurso que fez depois de receber esta distinção, Narana Coissoró enfatizou que “Portugal é o grande país, o grande agregador de várias culturas”.

Para mim é uma honra pertencer a este país”, sublinhou, emocionado, perante os convidados deste almoço, que juntou entre familiares e amigos, os conselheiros de Estado António Lobo Xavier e Leonor Beleza.

Para o também antigo vice-presidente da Assembleia da República, a presença de todos aqueles que estiveram nesta homenagem no dia dos seus 90 anos “mostra o que mais belo, mais profundo e autêntico na alma portuguesa existe”.

Muito obrigado por me darem essa honra de me reconhecerem como quem serviu a cultura portuguesa e um verdadeiro português”, agradeceu.

Narana Coissoró já tinha sido distinguido em 1993 como Grande-Oficial da Ordem da Instrução Pública, em 1995 como Grande-Oficial da Ordem Militar de Cristo e em 2006 com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.

Agência Lusa / NM