Cecília Meireles vai deixar de ser deputada do CDS-PP no final do mandato, sabe a TVI24. A eurodeputada vai cumprir o mandato até ao fim, saindo depois da política ativa.

A deputada do CDS-PP diz, no entanto, que não vai deixar a militância do partido do qual faz parte há 25 anos, mas sem qualquer cargo partidário.

Apesar das pressões, a democrata-cristã nunca cedeu até porque, caso o fizesse, Francisco Rodrigues dos Santos era o segundo na lista, o que significa que ocuparia o lugar de deputado. 

Também o deputado João Pinho de Almeida anunciou que iria sair do Parlamento numa publicação na sua conta de Facebook.

De recordar que na última semana se tem assistido a uma debandada no CDS-PP. Começou com Adolfo Mesquita Nunes, seguindo-se António Pires de Lima, Inês Teotónio Pereira, João Maria Condeixa, Michael Seufert, Manuel Castelo-Branco e Vânia Dias da Silva.

Estes foram alguns dos nomes de peso que abandonaram o partido como forma de protesto contra as decisões da direção de 'Chicão', nomeadamente o adiamento do Congresso Nacional, que estava marcado para os dias 27 e 28 de novembro.

VEJA TAMBÉM:

Graça Picão