A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, disse que a desconvocação da greve dos motoristas, anunciada este sábado, é "um passo importante", esperando que a entidade patronal cumpra um eventual acordo.

É um passo importante, porque é um passo negocial e isso é muito importante", afirmou aos jornalistas, quando participava num piquenique organizado por um grupo de pedreiros de Penafiel, no distrito do Porto.

O Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) anunciou este sábado a desconvocação da greve ao trabalho extraordinário, fins de semana e feriados que se deveria prolongar até dia 22 de setembro.

O presidente do SNMMP, Francisco São Bento, revelou existir um "acordo de princípio" com a Antram que permitiu a desconvocação da greve, cujo início esteve previsto para as 00:00 de hoje.

Catarina Martins acentuou hoje que espera que um eventual acordo entre as partes seja cumprido pelos patrões, porque, referiu, "este conflito deve-se em muito ao facto de as entidades patronais não terem cumprido o primeiro acordo coletivo que foi feito".

Disse também desejar que deste anúncio "saia um acordo coletivo de trabalho que regule as horas, tanto para bem dos trabalhadores, como para a segurança de todos, que respeite a sua remuneração e os seus descontos para a segurança social".

"Esperamos que este seja para cumprir e que o Governo seja exigente no cumprimento do acordo coletivo que for alcançado", reforçou a dirigente.