O Partido Ecologista "Os Verdes" (PEV) saudou esta sexta-feira o centenário do PCP, com quem concorre coligado a eleições desde a sua fundação, em 1982, sublinhando que "100 anos, é muito tempo, muitos dias, muitas horas a lutar".

100 anos de lutas, dos quais perto de metade, foram travadas em condições muito adversas, contra a ditadura fascista. Lutas nas quais muitos homens e mulheres perderam a vida, ou parte dela, para pôr fim a uma guerra injusta e sangrenta, para que a exploração desumana, a que a grande maioria dos trabalhadores estavam sujeitos acabasse, para que as condições de vida mudassem, para uma população que vivia em condições degradantes, que levava a que muitos portugueses deixassem o seu país", lê-se em comunicado.

Os responsáveis ecologistas "agradecem com reconhecimento" e destacam "lutas que, desde 1921 até hoje, contribuem inegavelmente para um país e um Mundo mais justo, mais desenvolvido, mais culto e mais democrático".

Por tudo isto, é com grande confiança e segurança que 'Os Verdes' caminham fraternamente lado a lado, há mais de três décadas, em coligações eleitorais com o PCP, atualmente no quadro da Coligação Democrática Unitária (CDU). Até 1987, a coligação liderada pelos comunistas denominou-se Aliança Povo Unido (APU)."

 

Muitos Parabéns ao PCP e muitos anos de vida", desejou o PEV, na véspera da data oficial de fundação do PCP (06 de março de 1921).

. / CE