A candidatura do PS à Câmara do Porto apresentou esta terça-feira uma queixa na Comissão Nacional de Eleições contra a distribuição do jornal de campanha de Rui Moreira por usar “abusivamente a imagem” do candidato socialista à freguesia de Campanhã.

Em comunicado, o PS diz que a utilização “abusiva” da imagem do candidato socialista à junta de freguesia de Campanhã revela “má-fé e manipulação”.

Em causa está a distribuição do jornal de campanha do atual presidente e candidato independente, Rui Moreira, à Câmara do Porto nas eleições autárquicas de 26 de setembro, que, segundo os socialistas, “utiliza abusivamente a imagem do candidato socialista à junta de freguesia de Campanhã, Ernesto Santos, com a simulação do boletim de voto numa candidatura que não aquela que encabeça”.

“Este comportamento de uma candidatura adversária configura uma manipulação grosseira e intolerável numa disputa democrática”, refere o partido.

Na missiva, o PS destaca que Ernesto Santos é um “dedicado militante e dirigente histórico socialista” que tem feito “ativamente campanha ao lado de todos os candidatos do PS” tanto na freguesia como na cidade.

O PS apela ainda que, face à queixa apresentada, a Comissão Nacional de Eleições (CNE) “se pronuncie com urgência para impedir esta deturpação”.

/ MJC