O Conselho Nacional do PSD chumbou a proposta de adiamento das eleições diretas, proposta lançada pelo presidente social-democrata.

O requerimento de Rui Rio considerava que seria "desaconselhável e de elevado risco" que o partido entre, desde já, numa disputa eleitoral interna antes de saber-se se haverá a curto prazo eleições legislativas.

Segundo relatos feitos à TVI, o requerimento chumbou com 71 votos contra, 40 a favor e quatro abstenções.

Na quarta-feira à noite, Rui Rio apelou ao Conselho Nacional, que se reuniu esta quinta-feira em Lisboa, que não marcasse já as diretas e o Congresso, sugerindo que isso fosse adiado depois de se esclarecer se o próximo Orçamento do Estado é ou não aprovado.

VEJA TAMBÉM:

PSD escolhe o próximo presidente a 4 de dezembro

O Conselho Nacional aprovou por larga maioria a proposta inicial da direção para as eleições diretas.

Significa isto que a escolha do próximo presidente do partido vai decorrer a 4 de Dezembro e o 39.º Congresso realiza-se a 8 de janeiro, em Lisboa. 

Paula Caeiro Varela / Notícia atualizada às 00:29