Mário Soares continua "inconsciente, mas reage a estímulos", segundo a atualização clínica feita esta quarta-feira de manhã.

O porta-voz do Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, precisou que o ex-Presidente da República se "mantém em situação crítica e com prognóstico reservado".

O estado de saúde de Mário Soares manteve-se "estável durante a noite", mas houve uma "discreta melhoria do estado de consciência", referiu José Barata.

Questionado pelos jornalistas sobre o que significava esta melhoria do estado de consciência, o porta-voz explicou que Mário Soares, de 92 anos, "está inconsciente, mas reage a estímulos".

"O doutor Mário Soares mantém-se internado nos Cuidados Intensivos do Hospital da Cruz Vermelha sob permanente vigilância por parte da equipa clínica multidisciplinar que o acompanha", referiu ainda a mesma fonte.

Sobre o que terá motivado o antigo Presidente da República a ser internado, na terça-feira de madrugada, o porta-voz disse apenas que Mário Soares se sentiu indisposto, mas não adiantou os motivos.

Já de acordo com segundo boletim clínico do dia, revelado depois das 13:00, a situação de Mário Soares, continua "neste momento estável e não sofreu nenhum agravamento nas últimas horas".

"O doutor Mário Soares vai manter o mesmo nível de vigilância clínica, multidisciplinar que a situação exige", referiu o porta-voz do Hospital da Cruz Vermelha.

José Barata respondeu ainda aos jornalistas que é "natural que os exames continuem a ser feitos, até porque Mário Soares está em vigilância permanente".

Está previsto que ao final da tarde haja um novo ponto de situação.

Redação / CP/AR - atualizada às 13:45