O PSD já abriu o calendário interno para a elaboração das listas de candidatos à Assembleia da República.

A comissão política nacional dos social-democratas aprovou hoje o cronograma, que vai ser enviado agora às estruturas, para que estas apresentem as sugestões à direção.

Segundo apurou a TVI, as concelhias têm de apresentar indicações já até dia 25, mas as distritais têm um prazo mais alargado, até ao dia 30, para apresentarem as propostas, ou seja, já depois das eleições internas agendadas para dia 27 deste mês, nas quais será escolhido o próximo líder do partido.

No entanto, o calendário a que a TVI teve acesso prevê igualmente negociações entre a comissão política e as estruturas distritais até dia 6 de dezembro, para que as listas possam ser aprovadas em Conselho Nacional, conforme ditam os estatutos, no dia 7.

Isto significa que será a atual direção a negociar e a levar a conselho nacional as listas que o partido tem de entregar no tribunal constitucional até 20 de dezembro, uma vez que a próxima comissão política só será eleita e instalada no congresso marcado para os dias 17, 18 e 19 de dezembro.

Os estatutos do partido social-democrata referem que é a Comissão Política quem apresenta ao Conselho Nacional as propostas de listas de candidatura à Assembleia da República, cabendo a esse órgão máximo entre congressos a aprovação das mesmas.

Paula Caeiro Varela