Um homem foi esta sexta-feira atropelado mortalmente, na Autoestrada 6 (A6), pelo carro onde seguia o ministro Eduardo Cabrita. A  TVI sabe que o acidente ocorreu por volta das 13:00 entre Évora e Estremoz. 

De acordo com o comunicado do Governo, o Ministério da Administração Interna estava no regresso de uma deslocação oficial a Portalegre, quando sofreu um acidente de viação.

O Ministério da Administração Interna informa que, hoje, no regresso de uma deslocação oficial a Portalegre, a viatura que transportava o Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, sofreu um acidente de viação, do qual resultou a morte, por atropelamento, de um cidadão na autoestrada A6"

A TVI sabe ainda que a vítima mortal, de 43 anos, era um trabalhador que estava, na altura, a fazer a manutenção da via.

O corpo já foi transportado para o gabinete médico-legal de Évora”, explicou fonte do Comando Territorial de Évora da GNR à agência Lusa.

jJá o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora disse que o alerta para o acidente rodoviário foi dado aos bombeiros às 13:14 e confirmou que o homem anda "foi assistido", mas "acabou por falecer no local".

A nota do Governo esclarece ainda que o acidente foi comunicado à Guarda Nacional Republicana (GNR) e "será naturalmente investigado, de acordo com os procedimentos em vigor". 

O Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, lamenta profundamente o sucedido e apresenta sentidas condolências à família enlutada", lê-se numa nota final. 

As operações de socorro mobilizaram 27 operacionais, apoiados por 12 veículos, incluindo meios dos bombeiros, GNR, Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e da Brisa, concessionária da autoestrada.

Cláudia Évora Amílcar Matos / Notícia atualizada às 16:30