O eurodeputado Manuel Pizarro foi hoje reeleito para um terceiro mandato à frente da Federação Distrital do PS/Porto, com 70% dos votos, disse à Lusa fonte daquela estrutura partidária.

Líder do PS/Porto desde 2016, reeleito em 2018 para um segundo mandato com 96,6% dos votos, Pizarro teve como opositor, nesta eleição, José Manuel Ribeiro, presidente da Câmara de Valongo.

Num discurso na sede do PS/Porto, Pizarro referiu-se à eleição de hoje como “prova de vitalidade” do PS/Porto, notando que votaram “mais de 7600 militantes”.

Pizarro disse ter obtido 5.300 votos (70%, contra os 30% de José Manuel Ribeiro), frisando que tal corresponde à sua “maior vitória na Federação Distrital do Porto do PS”.

Em 2018 foi a segunda vez consecutiva em que Pizarro foi candidato único à Federação do PS/Porto, algo “inédito na história” daquela “estrutura distrital”, segundo destacou o próprio na ocasião, em declarações à Lusa.

Há dois anos, Pizarro obteve 3.979 dos votos numa eleição em que participaram 4.118 socialistas do distrito do Porto, onde estão registados 8.291 militantes, segundo os resultados oficiais, divulgou então fonte oficial do partido.

Pizarro é vereador do PS na Câmara do Porto desde 2013 e foi eleito eurodeputado nas eleições de maio de 2019.

De acordo com os estatutos do partido, os presidentes de federação podem cumprir até quatro mandatos.

Deputado Hugo Costa eleito presidente da distrital de Santarém do PS

Também este sábado o deputado socialista Hugo Costa foi eleito presidente da Federação Distrital de Santarém do PS, com 97,5% dos votos, sucedendo ao também deputado António Gameiro.

O novo líder distrital do Partido Socialista disse à Lusa que a sua lista, a única concorrente ao cargo, obteve 547 dos 561 votos, salientando a participação dos militantes num contexto de pandemia.

Hugo Costa afirmou que será “intransigente” na defesa da região, dando prioridade às questões ambientais, prometendo particular atenção aos problemas dos rios, mas também às questões demográficas e à necessidade de políticas de fixação das populações.

A defesa da regionalização e a preparação das eleições autárquicas de 2021 são outras prioridades, disse à Lusa.

Hugo Costa afirmou que, além da manutenção da liderança nos 13 dos 21 concelhos do distrito, o PS vai tentar recuperar municípios que já tiveram gestão socialista no passado, como é o caso da capital do distrito.

O novo presidente da distrital socialista de Santarém referiu ainda a defesa do Serviço Nacional de Saúde na região e a necessidade de “novas formas de fazer política”, tendo em conta as alterações trazidas pela pandemia da covid-19, nomeadamente no agravamento das desigualdades.

A pandemia obrigou ao adiamento da votação, que decorreu nas 21 concelhias, e que, além da eleição do novo presidente da Federação Distrital, passou também pela eleição de Mara Lagriminha para a estrutura distrital das Mulheres Socialistas - Igualdade e Direitos e pela votação nas 21 listas de delegados subscritores da Moção Global de Estratégia "Proximidade e Confiança - Um PS para Tod@s", apresentada por Hugo Costa.

/ PP (atualizado às 21:51)