O PCP quer que o Governo adote medidas para apoiar os agricultores que viram as suas culturas destruídas pela queda de chuva e granizo no concelho do Fundão, no dia 9.

Dada a importância da atividade agrícola, da manutenção da capacidade produtiva na região e da salvaguarda do rendimento dos agricultores, o Governo deve garantir os apoios atendendo aos prejuízos identificados", lê-se na pergunta apresentada na Assembleia da República.

O documento dirigido à ministra da Agricultura lembra que "as condições climatéricas adversas que se fizeram sentir”, “com forte chuva e granizo, afetaram significativamente as culturas agrícolas, em particular nas freguesias de Póvoa de Atalaia e Atalaia do Campo, Castelo Novo e Soalheira, no concelho do Fundão".

Assinada pelos deputados Paula Santos e João Dias, a questão salienta igualmente que diversos equipamentos foram danificados, nomeadamente muros, vias, caminhos e até estruturas da rede de águas pluviais, assim como se assinalaram prejuízos avultados devido à destruição de culturas agrícolas, que afetam sobretudo os produtores de frutícolas e hortícolas" de uma região que tem uma importante área de pomares de cereja, pêssego e vinha.

O PCP reivindica ainda a criação de um seguro público adequado à realidade agrícola desta região.

Além disso, questiona se o Governo está a acompanhar a situação e se está a proceder ao levantamento dos prejuízos nas culturas agrícolas.

Quer ainda saber que medidas pretende o Governo adotar para apoiar os agricultores, de forma a assegurar o seu rendimento e o potencial de produção para o futuro, bem como se o Ministério da Agricultura tem os quadros e meios técnicos suficientes fazer o levantamento, analisar e aprovar eventuais candidaturas em tempo útil.

/ LF