A Assembleia da República chumbou hoje três iniciativas legislativas que defendiam a renacionalização dos CTT, empresa privatizada em 2013, através da dispersão de capital em bolsa, apresentadas por BE, PCP e PEV.

O projeto de lei bloquista pela nacionalização dos CTT teve a oposição das bancadas de PSD, PS, CDS-PP e do deputado não inscrito, Paulo Trigo Pereira, e a abstenção do PAN.

O texto comunista, que defendia o regime de recuperação do controlo público dos CTT, contou também apenas com votos favoráveis de BE, PCP e PEV. Votaram contra as bancadas do PSD, do PS, do CDS-PP e o deputado não inscrito, Paulo Trigo Pereira, enquanto o PAN se absteve.

O projeto de resolução do PEV pela reversão da privatização dos CTT foi igualmente rejeitado com os votos contra de PSD, PS e CDS-PP, a abstenção do PAN e votos favoráveis de BE, PCP, PEV e do deputado não inscrito, Paulo Trigo Pereira.