"Certamente que teremos excelentes protagonistas para este mesmo filme que todos nós esperamos que seja um bom filme para os próximos quatro anos", acrescentou.










"Nós ficamos à espera desse orçamento para discutir e negociar entendimentos que venham ao encontro dos madeirenses", adiantou.


"Isso não chega", disse, lembrando os problemas da região.










"Não há qualquer sinal de rutura com a brutalidade da política de direita", sublinhou.






dívida real da Madeira