Estes homens, Gagarin, Komarov, Belyayev, Nikolaev, Leonov, Filipchenko, Khrunov, são cosmonautas soviéticos. Os russos sempre preferiram o termo "cosmonauta" ao de astronauta, mais comum nos EUA. Os pins com as suas caras mostram o grau de popularidade que tinham na URSS. Uma extensa iconografia, - fotos, imagens, painéis, selos, cartazes, a que se associavam grandes esculturas, - mostra o papel central que a conquista do espaço tinha no imaginário e na propaganda do regime soviético. As escolas, as lojas, as paredes tinham pinturas celebrando os feitos soviéticos no espaço. Primeiro satélite, o Sputnik, primeira nave a tocar a Lua, Luna 2, primeiro cosmonauta, Gagarin,  primeira mulher no espaço, Valentina Terechkova, a celebrada cadela Laika, heroína da URSS, etc. Depois as coisas começaram a mudar e os EUA tomaram a dianteira, em grande parte impulsionados  pela necessidade de uma resposta política aos sucessos soviéticos.  Mas, a sociedade soviética foi e é muito mais marcada pelo espaço do que os EUA. Uma das razões dessa situação tinha a ver com a associação da conquista espacial com a guerra nuclear no Ocidente, enquanto na URSS eram os sucessos do socialismo que os feitos espaciais "demonstravam". Numa sociedade fechada e controlada, a propaganda  salientava o optimismo do futuro, tanto mais que a componente militar do programa espacial era cuidadosamente escondida. O espaço era o mesmo, mas eram dois mundos distintos que o queriam conquistar.  

  

   

  

Veja aqui o programa Ephemera da TVI24

A TVI24 associa-se à biblioteca e arquivo de José Pacheco Pereira, publicando todos os dias uma imagem inédita dos fundos do arquivo, que estão a ser tratados mas ainda não foram publicados. Essa imagem, que pode ser uma fotografia, um panfleto, um documento, a capa de um livro, um objecto, um autocolante, um pin, um cartaz, um vídeo ou uma gravação será acompanhada por um pequeno texto que complementa a informação do EPHEMERA DIÁRIO. 

Quem possa ter mais documentação ou informações sobre a imagem/tema em causa pode enviar para jppereira@gmail.com ou jrreis@tvi.pt.

Pacheco Pereira