Costuma dizer-se que quem não tem cão caça com gato. Este cartaz de lona  que entrou no ARQUIVO EPHEMERA em Abril de 2019, ou seja já há mais de uma ano, é um exemplo de reciclagem de um cartaz graficamente cuidado sobre a linha amarela do Metro, feito muito provavelmente pela Junta de Freguesia, que, depois de caído ou arrancado, serviu para um pedido de liberdade para Rui Pinto, o hacker, em gatafunhos feitos à pressa. A frente é da Junta, o verso dos apoiantes de Rui Pinto. O cartaz de lona é pesado e bastante grande, e, para ser manipulado e pintado, deve ter exigido mais do que uma pessoa e alguma premeditação. A inscrição tem partes quase incompreensíveis, mas  diz-nos que os adeptos do Porto estão com o Rui Pinto. Como a palavra “contigo” não ,cabia, estão lá as consoantes CNTG .como tivesse sido escrito em árabe ou hebraico, sem vogais, O que vem a seguir não se conseguiu decifrar.

Este cartaz coloca-nos um dilema: qual a parte mais importante para expor quando ele está numa parede no Armazém do Barreiro? Ainda não nos entendemos sobre o assunto.

Veja aqui o programa Ephemera da TVI24

A TVI24 associa-se à biblioteca e arquivo de José Pacheco Pereira, publicando todos os dias uma imagem inédita dos fundos do arquivo, que estão a ser tratados mas ainda não foram publicados. Essa imagem, que pode ser uma fotografia, um panfleto, um documento, a capa de um livro, um objecto, um autocolante, um pin, um cartaz, um vídeo ou uma gravação será acompanhada por um pequeno texto que complementa a informação do EPHEMERA DIÁRIO. 

Quem possa ter mais documentação ou informações sobre a imagem/tema em causa pode enviar para jppereira@gmail.com ou jrreis@tvi.pt.

Pacheco Pereira