O presidente da Câmara Municipal de Lisboa e recandidato ao cargo, Fernando Medina, diz que toda a sua concentração até ao dia das eleições (26 de setembro) vai para o "debate com os lisboetas, sobre o que está em causa para os próximos anos".

Em entrevista à TVI24, e à margem do Congresso do PS, o autarca vinca uma política centrada nos espaços verdes e também nos idosos.

Depois do povo falar serão os políticos a saber ler esses resultados", afirmou, lembrando que cada partido tem obrigação de apresentar o seu projeto.

Ainda assim, e questionado sobre uma eventual coligação à esquerda, perante o avanço de Carlos Moedas nas sondagens, relega eventuais acordos para depois das eleições.

Sobre a duração de um eventual próximo mandato, Fernando Medina fala num momento importante, nomeadamente no acesso à habitação na capital.

Há também uma grande procura na transferência da mobilidade e da qualificação do espaço público", frisou, mencionando um investimento nos transportes públicos e destacando o papel da cidade no combate às alterações climáticas.

António Guimarães