O deputado socialista Miguel Freitas, eleito pelo Algarve, propôs, esta quinta-feira, a criação de uma «grande convergência» política e social para reivindicar reduções nos preços das portagens da autoestrada A22.

Em declarações à Agência Lusa, o parlamentar considerou «essencial» que essa convergência abranja o PS, PSD e CDS e se alargue aos municípios da região, associações empresariais e sindicatos.

«As tarifas hoje praticadas nas SCUT são injustas e a tarifa praticada na Via do Infante [A22] penaliza quem a utiliza e está a empurrar as pessoas para a Estrada Nacional [EN] 125», afirmou.

No quadro parlamentar, os deputados socialistas eleitos pelo Algarve, Miguel Freitas e João Soares, exigiram esta quinta-feira ao Governo que apresente um balanço do tráfego registado na Via do Infante durante o primeiro mês de portagens, num requerimento entregue na Assembleia da República.

«O Governo tem que divulgar estes números», considerou Miguel Freitas, sublinhando que «a ideia que se tem é que as pessoas deixaram de circular na Via do Infante e vieram para a EN125».
Redação / MM