Os sites da candidatura de João Ferreira e do PCP ficaram em baixo durante mais de três horas, depois de terem sido muito citados durante o debate com André Ventura na TVI24. O presidente do Chega disse várias vezes que estes sites continham elogios a Lenine e à Coreia do Norte. Tanto João Ferreira como o partido acabaram a fazer um esclarecimento nas redes sociais, garantindo que a culpa da inacessibilidade foi da elevada procura.

Tudo começou quando a jornalista Carla Moita questionou João Ferreira sobre qual seria o primeiro país a visitar, enquanto Presidente da República, e André Ventura atropelou dizendo "Coreia do Norte"

Ignorando a interrupção do adversário, o candidato presidencial do PCP explicou que um Presidente da República "deve respeitar as escolhas de todos os povos"

A mim choca-me, por exemplo, que André Ventura ande a desfilar nesta campanha eleitoral com a presidente da Frente Nacional, presidente de um partido de extrema-direita, que, aqui não há muito tempo, um clube português nos arredores de Paris acordou com as paredes pintadas a dizer 'morte aos portugueses, viva a Frente Nacional'". 

"Eu sei que o João preferia desfilar com Kim Jong-un aqui em Lisboa"

Para contra-argumentar, André Ventura referiu que tanto o site de João Ferreira como o do PCP referiam que Cuba, Coreia do Norte e Vietname "são boas referências para criar sociedades socialistas".

Eu acho que vir falar de outros países e dos líderes com que eu ando... Eu sei que o João preferia desfilar com Kim Jong-un aqui em Lisboa, tal não é ainda possível, talvez preferisse ir até Cuba ver como é que funcional o tal sistema de Saúde que eles gostam tanto, ou ir até à Venezuela, uma das maiores comunidades portuguesas, que o João não tem coragem de atacar".

 

Devia era não defender o regime de Nicolás Maduro que dá cabo das comunidades portuguesas, que as leva tanto a voltar para Portugal", acrescentou. 

João Ferreira acusou então André Ventura de mentir e incentivou o candidato do Chega a mostrar o que dizia: "Fica aqui o desafio para que demonstre no site da minha candidatura aquilo que acabou de dizer. É muito fácil, vai ao site e demonstra onde é que está".

Já na reta final deste frente a frente tenso e marcado por sucessivas interrupções, Carla Moita sugere a André Ventura colocar uma questão a João Ferreira: "Porque é que o PCP apagou do site a referência à Coreia, a Cuba e ao Vietname? E porque é que o João Ferreira, candidato a Presidente, não é capaz de condenar os países tão próximos do seu partido e tão próximos de si, como é o caso da Coreia do Norte?".

Pergunta à qual o candidato do PCP respondeu: "Há uma diferença entre nós, é que eu confronto-o com as suas ideias, com aquilo que diz e faz para o nosso país. O André Ventura tem que ir buscar situações como estes países para me confrontar. (...) Eu defendo o direito de cada povo, independentemente da latitude e da longitude onde viva, escolher livremente o seu destino. E a mim cabe-me não decidir por eles, não decidir por outros, mas aceitar e respeitar as escolhas que outros fazem. Aquilo que eu defendo para o meu país é muito diferente daquilo que defende André Ventura".

Esta troca de ideias deixou os sites da candidatura de João Ferreira e do PCP em baixo, logo após o debate na TVI24, pelo menos até à 01:00. O candidato comunista e o próprio partido reagiram numa publicação na rede social Twitter. 

Também André Ventura fez uma publicação sobre o assunto.

Cláudia Évora