"Peça desculpa aos portugueses, é isso que o aconselho a fazer", foi o que André Ventura, líder do Chega, ao primeiro-ministro António Costa na sua intervenção no debate do Estado da Nação, esta tarde, na Assembleia da República.

Na opinião de Ventura, o retrato que o primeiro-ministro faz do país não corresponde à realidade que a maioria dos portugueses vive. Ventura refere-se ao desemprego, à falência de empresas e às muitas dificuldades económicas vividas no último ano e para as quais a resposta do Governo foram, no seu entender, insuficientes. 

Além disso, André Ventura  lembrou os recentes eventos em Reguengos de Monsaraz para afirmar, novamente, há um problema com a comunidade cigana, não só no Alentejo mas no resto país, uma vez que esta comunidade vive à margem das regras do estado de direito. E referiu ainda a falta de agentes da autoridade nesta e noutras localidades.

Vai ou não pedir desculpa pelo estado lamentável a que conduziu Portugal?", questionou, Ventura, deixando ainda uma crítica à atuação do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

"Quem tem de pedir desculpa" é André Ventura, respondeu António Costa, sublinhando que as suas afirmações "não têm adesão à realidade" e lembrando que Portugal é o quarto país mais seguro do mundo.

Maria João Caetano