Angola: Cavaco quer relacionamento «mais forte»