António Costa acusou Rui Rio de pôr em causa o governo anterior, liderado pelo PSD de Pedro Passos Coelho, ao pôr em causa a construção do Aeroporto do Montijo. No debate entre os dois líderes partidários, que aconteceu esta segunda-feira, o secretário-geral do PS disse que "é preocupante a inconsistência do PSD sobre temas fundamentais".

O PSD põe em causa a concessão feita no governo anterior [liderado pelo PSD de Passos Coelho] e o trabalho feito realizado nestes quatro anos."

"Acho que é preocupante a inconsistência do PSD sobre temas fundamentais", sublinhou António Costa, lembrando as diferentes posições que o partido teve sob a liderança de Marques Mendes e Passos Coelho.

Mais, o secretário-geral do PS não tem dúvidas de que se a construção do Aeroporto de Montijo não se concretizar "o desenvolvimento do país será atrasado muito significativamente".  

O Aeroporto de Lisboa está com a capacidade para lá do limite, se tivermos de voltar tudo atrás atrasaremos muito significativamente o desenvolvimento do país."

Rio afirmou que o PSD não tem dúvidas, o que pode suscitar dúvidas é "o estudo de impacte ambiental". 

"É evidente que é cómodo para Portugal se se conseguir resolver com o Montijo, mas não se pode passar por cima do estudo de impacte ambiental", frisou.

Ainda sobre o capítulo das obras públicas, o presidente do PSD explicou que está no programa do partido não um TGV, mas "um comboio de alta velocidade", que apresente "uma velocidade a mais de 200 km/hora em toda a linha".  

Veja também:

Sofia Santana