"Acho que um país como Portugal devia ser exemplar, em nome da sua história, mas também por termos um problema demográfico sério que não se resolve só com políticas de natalidade ativas. Acho que temos a obrigação, o interesse e a oportunidade de o fazer [acolher mais refugiados]."


TVI24

"O Governo até já mudou de opinião, mas não se muda nada na prática. Não se vê nenhum plano concreto. É preciso ter os mecanismos concretos."


"A Europa mostra-se com muita dificuldade em gerir este fluxo mas é necessário ter a noção de quantos refugiados os países vizinhos da Síria estão a receber. Na Jordânia está-se a construir um campo de refugiados para 300.000 pessoas."


"Não é um problema com que a Europa não possa lidar com facilidade. São 350.000 pessoas que representam 0,05% da população europeia. Há falta de vontade política. O orçamento da UE prevê verbas específicas para estes casos. É preciso abrir corredores humanitários e que os países assumam a sua responsabilidade."