“Discutimos a questão dos refugiados e o contributo efetivo que Portugal pode dar para ajudar a resolver um problema que felizmente não nos está a atingir particularmente, e por isso temos maior capacidade de ajudar outros que estão sob pressão”, assinalou.