No final do encontro com o presidente Filipe Jacinto Nyusi, António Costa disse que uma das principais prioridades entre a União Europeia e os países africanos é o combate ao terrorismo e que Moçambique precisa de um "apoio muito particular".

Todos nós temos bem consciência que Moçambique precisa de um apoio muito particular neste combate contra o terrorismo, que é uma ameaça global", disse.

Referiu ainda que tem sido feita "uma boa conjugação de esforços" para a criação de condições para a solução da dívida dos países africanos e para estabelecer parcerias concretas para o desenvolvimento sustentável. 

É muito importante encontrarmos novas formas de cooperação entre a União Europeia e o conjunto dos países africanos. Tendo em vista não só responder à emergência covid, mas sobretudo para o desenvolvimento estrutural do continente africano", acrescentou. 

O primeiro-ministro está esta terça-feira em Paris, no âmbito da Cimeira para o Financiamento das Economias Africanas, convocada pelo presidente Emmanuel Macron.

Cláudia Évora