O primeiro-ministro disse esta segunda-feira que o que aconteceu este fim de semana na final da Liga dos Campeões "não pode servir de exemplo, tem é de servir de lição" e que a PSP já tem o seu relatório feito.

Os dados que indica são um número muito limitado de pessoas detidas. É evidente que o que ocorreu este fim de semana não pode servir de exemplo, tem de servir como lição. Não gostei das imagens, mas também é preciso ter em conta de que foram repetidas em loop, criando a ilusão de que eram imagens continuadas", disse António Costa aos jornalistas.

Costa defendeu ainda que, apesar de não ter corrido de forma perfeita, 80% doa adeptos vieram em "bolha".

A atuação dos turistas não estava enquadrada porque entretanto as fronteiras reabriram, mas o Reino Unido tem uma das taxas de vacinação mais evoluídas da Europa. Não correu na perfeição. Todos os dias, infelizmente, há pessoas que não respeitam as regras de trânsito e não é isso que torna as regras ilegítimas. Haverá, pelo menos, 20% de pessoas que não respeitaram as regras da bolha", referiu o primeiro-ministro.

A final da Liga dos Campeões, entre Manchester City e Chelsea, decorreu no Porto, no sábado, num jogo com a presença de adeptos ingleses, que durante os últimos dias estiveram aglomerados no centro da cidade, a maioria sem cumprir as regras ditadas pela pandemia de covid-19, como o uso de máscara e o distanciamento físico.

Lara Ferin